sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Lasanha de solha e salmão fumado


A postar rapidamente, antes de iniciar outro trabalho…

Assez simple: intercalei folhas de lasanha com filetes de solha (temperados com sal, pimenta, alho em pó e sumo de limão) e fatias de salmão fumado, cobrindo tudo com molho bechamel, feito com farinha, margarina, natas e queijo ralado, e aromatizado com noz moscada. Foi ao forno bem quente a gratinar et voilà!

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Creme Custard com bolacha maria




Estou atrasada com o trabalho (um dos computadores "ardeu" esta semana, entre outras chatices), mas precisava de uma sobremesa e de postar (e a seguir vou fazer o jantar, que é para rimar).

Finalmente, encontrei a farinha Custard que tenho visto em vários blogues. Fiz o creminho, mais ou menos de acordo com as instruções da embalagem, com leite, açúcar, casca de limão e pau de canela (ai, esqueci-me de deitar a margarina!). Para personalizar a coisa, decidi alternar o creme com bolacha maria, mesmo a seco, já que o creme foi quente para a taça. Polvilhei com canela e já o temos a gelar no frigorífico. Agora vou fazer o jantar!

sábado, 24 de outubro de 2009

Pudim de castanhas em vinho do Porto



Bom dia! Isto tem sido demais ou, melhor, "por demais". Fiz este pudim há uma semana, já mal me recordo como, mas só agora estou a roubar tempo a um trabalho, porque não aguento ficar mais dias sem postar!

Na chata, mas habitual, ida às compras de sábado passado, dei de caras com um frasquinho de castanhas em calda de vinho do Porto, enfim, uma coisa irresistível. E, como estou numa onda de castanhas (já as tenho mesmo preparadas para assar no fim-de-semana), pensei logo em fazer um pudim com elas.

E, baseando-me ligeiramente na receita do quindim que está mais para trás neste blogue, misturei na liquidificadora 5 ovos com 1 copo de leite de soja, 1 belíssimo frasco de castanhas com calda de vinho do Porto, 1 colher de sopa de margarina, outra de maisena e mais nada (acho que me estou a esquecer de alguma coisa, mas o quê???).Cozeu tudo lindamente em banho-maria durante 45 minutos, em forma untada com caramelo líquido, e ficou delicioso!

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Empadão de bacalhau com castanhas


E, a seguir à sopa de alheira, foi para a mesa um empadão de bacalhau com castanhas. Muito simples: puré de batata feito com margarina e leite de soja, e temperado com sal, pimenta preta e noz-moscada, ao qual juntei uma boa porção de castanhas. A base do recheio foi um refogado de azeite, cebola e dentes de alho, bacalhau demolhado e desfiado, um pouquinho de vinho branco, mais um pouco de alho em pó, coentros moídos, um nico de sal e pimenta preta. Depois de cozer algum tempo, escorri e deitei numa assadeira, por cima de uma camada de puré. Cobri com ovos cozidos às rodelas, tapei com mais puré, rematei com mais 2 ovos batidos, abotoei com azeitonas pretas e terminei com maionese. Forno bem quente durante uns 30 minutos e mesa!

domingo, 18 de outubro de 2009

Sopa de alheira de bacalhau



Olá, minhas jovenzinhas! Esta semana foi de cão, au, au, au, mas cá estou eu de volta, desta feita para apresentar o meu jantar de alterne de ontem (costumamos alternar os jantares de sábado com um casal amigo, de modo que é esta a designação que se aplica!). 

Começo, então, pela entrada, uma sopa de alheira de bacalhau. Um colega do meu marido comeu esta sopa no Hotel Infante Sagres, um dos melhores e mais bonitos do Porto, e eu decidi apresentá-la ontem, mas com alheira de bacalhau, já que não como carne. O sabor, de resto, é igual, até porque se deve mais ao tempero e ao fumeiro do que ao próprio recheio. Assim, refoguei muito ligeiramente 1 cebola grande e 2 dentes de alho em azeite, e juntei 1 cenoura, não me lembro quantas batatas, 3 colheres de feijão preto e, já no final da cozedura, 1/2 alheira sem pele (e água, claro). Triturei e depois adicionei mais 2 alheiras sem pele e cortadas aos bocados. Temperei com sal, pimenta preta e cominhos, e deixei apurar em lume muito brando durante uns 40 minutos. Experimentem, ficou muito boa!

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Polvo engrinaldado no forno com puré de batata e castanhas



Uma receita a correrrrrrrrrrrr!
Polvo cozido em água com um fio de azeite e uma cebola. Retira-se da panela, corta-se em tentáculos, e passa-se para uma travessa com azeite e alho picado. Para acompanhar, pensava eu que seria um puré de batata simples, MAS SÓ HAVIA UM POUCO DE PURÉ CONGELADO, de modo que acrescentei batata aos cubos e castanhas, também congelados, que envolvi em leite e margarina, temperando com sal e noz-moscada.
A seguir, tudo ao forno com o puré no meio, coberto com um ovo batido e adornado com azeitonas pretas.
Miam, miam, chomp, chomp!

sábado, 3 de outubro de 2009

Bifes de tofu com aguardente na caçarola


Esta semana foi impossível e mesmo no fim-de-semana vou ter de dar ao dedo, porque tenho trabalho acumulado.

Mas vamos ao que interessa. Encontrei tofu no Continente e preparei-o para recordar uma receita que fazia regularmente quando ainda comia carne, há uns 5 anos. Eram uns bifes na caçarola, que eu fazia num tacho de barro.


Bom, a receita é mais ou menos a mesma, cuja ideia tirei do site www.gastronomias.com. Aloura-se em óleo e azeite alho e cebola às rodelas, e frita-se os bifes, neste caso de tofu, nessa gordura. A seguir, vai dentro polpa de tomate, sal, pimenta preta e uma folha de louro, deixa-se ferver um pouco e refresca-se com cerca de 1 dl de aguardente. Enquanto apura, é altura de fritar batatas aos palitos para acompanhar. Cerca de 30 minutos depois, está pronto!