quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Bolo de laranja com amêndoa





Ou sem amêndoa! Tritura-se 1 laranja com 2 ovos no liquidificador. Na batedeira, são batidos mais 3 ovos com 2 chávenas de açúcar. Junta-se a isto a mistura do liquidificador, acrescenta-se um pouco de óleo para humedecer o bolo e a seguir 1 chávena de farinha de trigo e outra de amêndoa moída, para que sim, ou simplesmente 2 chávenas de farinha com um niquinho de fermento. É isto, falta levar ao forno durante 40 minutos a 180 ºC e já tenho o bolo pronto!

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Bacalhau rápido com batata e broa de milho


 
Este bacalhau está catita. Coze-se 1 posta por pessoa, que ainda assim sobra, juntamente com batatas cortadas aos quartos. O bacalhau retira-se quando estiver a abrir lascas, as batatas demoram mais um pouquinho. 

Entretanto, azeite e alho picado a estalar numa frigideira e avança-se com as batatas para cima, envolvendo e juntando o bacalhau lascado, e mais uns pozinhos de pimenta. Passa isto para uma travessa e só nos falta acrescentar mais azeite e alho picado para dourar a broa de milho esmigalhada. Cobre-se com ela o bacalhau e as batatas, junta-se azeitonas e salsa, e está evidentemente pronto!

Bom apetitezinho e obrigada por estarem por aqui! 



segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Trifle de morangos, caramelo e bolacha maria





Magiquei-o para dar conta de uma caixinha de morangos há uma semana no frigorífico.

Não tem nada que saber: basta cortar os morangos às fatias, bater uma lata de leite condensado cozido com um pouco de leite até amolecer e moer bolacha maria em abundância.

A seguir, monta-se o trifle com camadas alternadas de morangos, caramelo e bolacha moída. Deixa-se gelar e está a sobremesa pronta!  

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Empadão de solha e grelos





“Recomeça... se puderes, sem angústia e sem pressa, e os passos que deres, nesse caminho duro do futuro, dá-os em liberdade, enquanto não alcances não descanses, de nenhum fruto queiras só metade.”

Miguel Torga
 


O empadão, para aconchego e para me livrar de uns filetes de solha. Ora, então, cozemos uma porção de batatas suficiente só para uma camada, com os filetes de solha por cima, para retirar a meio da cozedura das batatas. Estas, cozidas, são esmagadas em puré, juntando leite e margarina. O puré está uma maravilha e é aplicado de uma vez só numa assadeira.
Entretanto, aloura-se em azeite uma chalota às rodelas e alho picado, juntando os filetes e grelos já cozidos. Mais um pouco de azeite e pimenta, e está pronto a fazer companhia ao puré. Só falta mesmo ovos batidos e forno a 200 ºC durante uns 30 minutos.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Sopa de chuchu, feijão branco e alface





Meu chuchuzinho! Cozinhei pela primeira vez chuchus, vindos directamente da aldeia, oferecidos por uma amiga. Utilizei-os como se de batatas se tratasse e a sopa saiu bem cremosa! Aos chuchus, juntei ainda uma cenoura e 3 dentes de alho e, por cima, num coador de arame, feijão branco já cozido e 1 alface migada. Et voilà!