quinta-feira, 28 de Agosto de 2014

Biscoitos de manteiga e banana





Eu sei, ainda esta semana receitei uns biscoitos. Perdoem-me, mas estou obcecada. Deito-me e levanto-me a pensar em frascos a rebentar de biscoitos, dentro de armários com prateleiras derreadas sob o peso deles. Não sei que faça! Sei: biscoitos.

Estes biscoitos deram luta! Primeiro amassei apenas 3 chávenas de farinha com 1 de açúcar, 4 colheradas de manteiga, 1 pacotinho de chocolate em pó e 2 bananas ultra-maduras, mas a massa ficou demasiado maleável, de modo que tive de juntar outra chávena de farinha. Moldadinhos com as mãos, cozeram em forno a 180 ºC durante 12 minutos. Estão para ali em frascos, hei-de mostrar-vos... 

quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

Salmão grelhado com batatas hasselback e feijão-verde





Andava há que tempos para experimentar as batatas hasselcoiso. Vi-as e revi-as pela blogosfera, em livros e revistas, mas pensei sempre que não eram para mim, que davam trabalho, que iam ficar malinho. Mas não, são fáceis e ficaram boas!

Ora vejam: lava-se impecavelmente meia dúzia de batatas com casca e golpeia-se em fatias fininhas, com cuidado para não cortar até ao fim, mantendo as batatas unidas. Envolve-se as batatas em azeite, sal, pimenta de Caiena, alho em pó e pimentão-doce. Vão ao forno ou à Actifry, durante uns 30 minutos. São viradas a meio do tempo e recebem mais um fiozinho de azeite e umas lascas de manteiga.
  
Ó elas aqui, simpatiquíssimas:


O salmão: simplesmente grelhado, depois de temperado com sal, pimenta, alho e sumo de limão. O feijão-verde: ainda mais simples, é cozido e temperado com azeite.

As batatas hasselback são suecas, por isso: smaklig måltid!   

terça-feira, 26 de Agosto de 2014

Biscoitos amendoados





Deite-se para a batedeira 1 ovo, 1 chávena de margarina amolecida, 3 chávenas de farinha, outra de açúcar e meia chávena de amêndoa moída. Mais 1 colher de sopa de leite, que a massa está muito espessa. Retire-se da taça para uma bancada enfarinhada e molde-se relaxadamente bolinhas entre os dedos, enfiando-se uma lasquinha de amêndoa a meio, para encher dois tabuleiros que vão ao forno a 180 ºC em 15 minutos. 

 

Estão prontos, senhores, estão prontos!

segunda-feira, 25 de Agosto de 2014

Pescada grelhada com arroz integral e feijão-verde





Hoje estou muito ajuizada. Normalmente entupo-me de doces e outras coisas quase nefastas, mas isto hoje está a correr bem (quer dizer, acabei de retalhar um pastel de nata e umas bolachas caseiras, nada de mais…). 

Tratemos já do arroz, integral, saboroso, mas que exige uns 30 minutos de cozedura. Para tal, crepitamos em azeite um dente de alho picado, e juntamos 3 chávenas de água a ferver e 1 de arroz. Arriscamos uma casca de limão e um raminho de tomilho para dar sabor, sal e pimenta, e deixamos cozer calmamente em lume brando. 

Temperamos a pescada com sumo de limão, sal, pimenta e alho em pó. A meio da cozedura do arroz, pomo-la a grelhar em chapas untadas com azeite. 

Isto demora o tempo de cozer o feijão-verde em pouca água temperada com sal e pimenta. Finda a cozedura, escorre-se, fio de azeite em cima e está tudo pronto a servir!

sábado, 16 de Agosto de 2014

Fofos de maçã e iogurte




 
Perfeitos, mas peeeerfeitos, para o lanche de amanhã! Ora, portanto, quebramos 5 ovos para bater com 2 chávenas de açúcar. Isto em creme, juntamos 2 colheradas de margarina líquida, 1 iogurte grego natural, 2 chávenas de farinha e 1 pitada de fermento. Já agora, vai também uma raspinha de limão. Ligamos o forno para ir aquecendo. Rápido a forrar uma forma rectangular com papel vegetal, a untá-lo com margarina e a deitar o bom creme lá dentro. 

 

Vamos tratar das maçãs: separamos 3, das mais murchas e empedernidas da fruteira, para descascar e cortar grosseiramente aos pedacinhos para cima do creme. Só falta, se nos apetecer, polvilhar com açúcar baunilhado, para um aroma delicioso na cozinha. 30-35 minutos a 180 ºC e está o lanche pronto. 

Há desgostos desnecessários: abrimos o forno, mas não retiramos logo o bolo, não vá o diabo tecê-las e ele encolher, e também o deixamos arrefecer antes de o cortar. Agora adeus, que tenho de ir fazer molho de francesinha.